Novo banco digital do Banese usa plataforma da Technisys
Technisys é reconhecida por Gartner como um dos principais players de plataforma Core Banking
Saiba mais

Novo banco digital do Banese usa plataforma da Technisys

Banese Digital deve alcançar 2 milhões de clientes nos próximos 

três anos, oferecendo transações rápidas e fáceis por celular

SÃO PAULO, 11 de janeiro de 2021

O Banese (Banco do Estado do Sergipe) escolheu a Technisys como parceiro para fornecer a plataforma tecnológica do Banese Digital, um projeto que tem o objetivo de aumentar a inclusão financeira no Nordeste do país, uma região com alto índice de desbancarizados. O novo banco deve entrar em operação no primeiro trimestre de 2021. 

O projeto faz parte da transformação digital do Banese, uma instituição que tem 60 anos de sólida atuação regional. Com o Banese Digital, será possível alcançar novos estados brasileiros e clientes que não tem acesso ao sistema bancário. O novo banco conta com uma plataforma baseada em celular e inspirada nas redes sociais e incorpora conceitos como a gamificação. Hoje, o Banese atende a 1 milhão de clientes, e a expectativa é dobrar esse número nos próximos três anos.

“Construímos a experiência do cliente baseada no que eles mais sabem usar: as redes sociais. Vamos dar respostas imediatas, as pessoas não querem mais esperar pelo banco”, diz Anderson Santana, superintendente de controles do Banese. Para montar o banco digital, a escolha foi a plataforma de core bancário Cyberbank Core, da Technisys, já usadas por bancos como o Original, no Brasil, e o Brightside by ATB, no Canadá. 

Para chegar à plataforma tecnológica ideal, o banco fez um longo processo de avaliação. Mapeados os fornecedores disponíveis, selecionou três deles para a etapa de simulações e provas de conceito. “Buscávamos uma plataforma completa e  escalável, que tivesse capacidade para colocar o banco em operação rapidamente”, diz Santana.  

A escolhida foi a Technisys. “Foi a única empresa a garantir uma arquitetura 100% baseada em microsserviços”, diz Santana. “Os concorrentes não mostraram capacidade para evoluir. A criação do banco é apenas um marco, vamos ter um processo contínuo de lançamentos de produtos, acompanhando de perto a experiência do cliente, e a Technisys foi a escolha certa para nos acompanhar.”

A implementação do banco começou em abril de 2020, em plena pandemia do coronavírus. As equipes do banco e da Technisys seguiram o cronograma com times totalmente remotos, que adotam tecnologias ágeis. No meio do caminho surgiram novos requisitos, como a adaptação às demandas regulatórias e programas emergenciais de crédito criados em função do cenário da pandemia. O Banese Digital levou apenas nove meses para lançar seu primeiro piloto.

“Estamos entusiasmados de ajudar a construir um banco totalmente voltado para as necessidades dos clientes e que impulsionará a inclusão financeira no Nordeste”, afirma Miguel Santos, CEO e cofundador da Technisys. “Com nossa plataforma, temos o compromisso de ajudar os bancos a criar a próxima geração de serviços bancários no Brasil.”